Nenhum comentário

Vamos falar sobre desenvolvimento infantil?

O desenvolvimento neuropsicomotor dá-se no sentido craniocaudal, portanto, em primeiro lugar, a criança firma a cabeça, depois o tronco e, por último, os membros inferiores.  A maturação cerebral também ocorre no sentido póstero-anterior e, sendo assim, primeiro a criança fixa o olhar (região occipital), a seguir leva a mão aos objetos, vai manipulando-os mais detalhadamente até que possa dar função a eles.

Conforme o bebê cresce e desenvolve os músculos, vai ganhando controle sobre o próprio corpo, passando de gestos bruscos a movimentos refinados, controlados e com uma determinada intenção de fazer. Paralelamente, vai adquirindo primeiro a comunicação social através do contato visual e a troca de sorrisos, que se torna cada vez mais espontânea, para, em seguida, iniciar a comunicação por gestos até chegar a comunicação verbal, através da aquisição da fala. Consequentemente, a criança adquire a capacidade de utilizar a linguagem para comunicação efetiva por diálogos funcionais e, assim, garantir a socialização com as pessoas que a cercam.

O desenvolvimento motor decorre, majoritariamente, no primeiro ano de vida e acontece de forma sequencial. Cada competência ou capacidade adquirida precede e é fundamental para a aquisição da próxima, havendo exploração de uma nova área do desenvolvimento.

Um bebê saudável já nasce com os sentidos sociais prontos, embora ainda não completamente desenvolvidos, e vão se maturando no decorrer dos estímulos que lhes são postos.

À medida que os marcos motor e social aumentam, as crianças começam a explorar o mundo e as suas gradações guiadas pela curiosidade e interesse em explorar o que os rodeiam e, desse modo, adquirem a linguagem também de modo gradativo.

Estimulem sempre as crianças, respeitando cada etapa e momento do desenvolvimento infantil!

A avaliação do desenvolvimento deve ser baseada no exame neurológico da criança, histórico e nos marcos definidos pelas escalas de desenvolvimento, onde deve-se avaliar o desenvolvimentos social, motor e de linguagem. 

Essas três grandes áreas de desenvolvimento interligam-se, influenciam-se e acontecem simultaneamente.

O desenvolvimento infantil compreende todas as habilidades que a criança domina ao longo de sua vida, envolvendo o desenvolvimento cognitivo, físico, afetivo e social.

Sendo fortemente influenciado por fatores genéticos e ambientais, além de relações estabelecidas pelas crianças.

Para que o crescimento infantil ocorra, requer uma série de mudanças evolutivas na vida da criança, marcadas por etapas, desde o nascimento até a adolescência.

Esse processo é caracterizado por “marcos”, em que determinadas habilidades são esperadas para certa idade.

E é através dos “Marcos do Desenvolvimento” que se estabelecem parâmetros que torna possível identificar eventuais atrasos do desenvolvimento. Esses, quando presentes, podem ser melhorados através de intervenção terapêutica. Assim, é importante estar sempre atento para garantir intervenção precoce quando for necessário.

Apesar de cada criança ser única e ter o seu próprio ritmo, é preciso muita cautela ao interpretar que “cada criança tem seu tempo”, pois todos os marcos do desenvolvimento têm uma faixa esperada a ser respeitada rigorosamente.

Diante de qualquer atraso mínimo no desenvolvimento de seus filhos, procure sempre um neuropediatra qualificado para fazer uma avaliação detalhada e adequada.

Afinal, atraso não se espera, se estimula!

Dra. Suenia Timotheo
Neuropediatra
CRM/PB 8086
RQE 5769

Você pode gostar também de

Mais postagens como essa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu
Open chat
Olá,
Podemos te ajudar?